Voltar ao Topo
Centro: 31 3773-2272 / Boa Vista: 31 3774-5922

Falso magro: o que é, causas e o que fazer

Falso magro é um termo utilizado para designar pessoas que parecem magras, principalmente quando estão vestidas, mas tem barriga e acúmulo de gordura localizada ou percentual de gordura acima do ideal.

Geralmente, o perfil do falso magro têm como característica pouca massa muscular, ombros finos, braços finos e a relação ombro-cintura muito desproporcional.

Esta gordura é considerada pelo corpo uma energia de reserva, portanto quanto mais calorias consumimos, mais gordura estocamos. O organismo é programado para armazenar energia nas células de gordura e este acúmulo delas gera o aumento de volume. O resultado final é a gordura localizada em locais específicos do corpo.

O que me torna um falso magro?

    Sedentarismo: o sedentarismo é um estado de inatividade da pessoa, quando a pessoa não realiza nenhuma ou quase nenhuma atividade física. Muitas vezes o sedentarismo é dito \" a doença do milênio\" porque o crescimento da obesidade mundial está associado ao crescimento das taxas de sedentarismo na população. A atividade física eleva o gasto energético basal, levando a pessoa a gastar mais calorias em repouso. Também existe o gasto energético durante o exercício físico, e ambos estes gastos ajudam a acelerar o metabolismo, levando a um menor risco de ganho de peso. Além disso os exercícios liberam diversos hormônios que estão associados ao bem-estar físico e mental. Por isso é que muito importante sair do sedentarismo para controlar o peso
    Má alimentação: uma combinação pobre de alimentos, ou a exclusão de alguns nutrientes, provoca deficiências nutricionais que colocam em risco a saúde física, mental e emocional, podendo gerar muitas doenças, desnutrição e afetarem o funcionamento do organismo. Genética: algumas pessoas possuem em seus genes a informação que favorece esse acúmulo. Alguns exemplos são os genes FTO, MC4R e PPARG, todos eles contribuem para o aumento do índice de massa corporal e acúmulo de gordura corporal no abdômen quando alterados em algumas pessoas. Apesar de influenciar como causa, o quadro é totalmente reversível quando tratado corretamente.


O que eu faço para deixar de ser um falso magro?

Exercícios para o corpo todo

Não dá para queimar gordura localizada. Exercícios localizados não ajudam na queima de gordura daquele local específico, e sim do corpo como um todo.

Os exercícios aeróbicos queimam gordura à medida que ela é uma fonte de energia que pode ser solicitada pelo organismo durante os exercícios corretamente feitos em repetição e tempo.

Como recursos, você pode optar por musculação, pilates, crossfit, funcional ou até mesmo treinos em casa. A atividade física em geral vai ajudar você a gastar calorias. Manter o corpo em movimento diminui as chances de acumular gordura localizada;

Alimentação saudável e equilibrada

Se achar no direito de exagerar nos doces, gorduras, alimentos em conservas, cerveja ou corantes faz mal para qualquer um e todos esses alimentos devem ser ingerido de maneira controlada. Investir na ingestão de frutas, fibras, proteínas, gordura boa e reeducação alimentar é um dos pilares para rever este quadro.

Devemos destacar a importância da proteína. A proteína possui um papel estrutural no organismo sendo importante para a construção e reparação muscular, formação de células, tecidos, alguns hormônios e outras estruturas do corpo.

Recomendações

Perder a gordura abdominal requer uma série de cuidados. Equilibrar o consumo e gasto de calorias é a principal medida para conseguir chegar ao emagrecimento e a queima dessa gordura. No caso, ter uma dieta equilibrada e praticar exercícios influenciam diretamente nisso: quanto mais alimentos saudáveis você ingere e quanto mais atividade física você pratica, melhor o seu balanço energético.

Se quiser um resultado ideal, deve se consultar com os profissionais responsáveis por cada área, como o endocrinologista, nutricionista, educador físico e fisioterapeuta. Eles te orientarão como proceder para perder essa gordura, mas acima de tudo, de forma segura e saudável.

Fonte: MinhaVida.com.br








GOSTOU DESTA POSTAGEM ?

COMPARTILHE !